Este site utiliza cookies. Continuando a navegar está automaticamente a autorizar os mesmos. Saber mais | Continuar
Aveiro - Schoenstatt

Santuário de Aveiro

Mapa Santuário Aveiro

Contactos

Morada: Centro Tabor | Rua do Santuário,83
Colónia Agrícola | 3830-806 Gafanha da Nazaré
GPS: 40°37'16.59"N / 8°42'45.09"O
Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel: +351 234 320 290
Telm: +351 963 690 414
Fax: +351 234 320 299

Horários

Horário do Santuário:
Inverno - das 7h às 19h
Verão - das 7h às 21h30

Eucaristias:
Domingos e Quartas-feiras: Inverno - 17h | Verão - 18h
Dias 18 de cada mês: 20h30

Sacramento da Reconciliação:
De 4ª feira a Sábado, após a Eucaristia da manhã
Sábado: Inverno - das 16h às 17h | Verão - das 17h às 18h
4ª e 6ª feira: após a Eucaristia da tarde

Recitação do Terço:
4ª feira, 6ª feira e Sábado: Inverno - 16h | Verão - 17h

Adoração Eucarística:
De 2ª feira a Sábado: das 10h às 18h.
Termina com a benção do Santíssimo Sacramento
Adoração Comunitária: domingos às 16h15

Obs.: Os horários de inverno e verão regem-se pela mudança oficial da hora.

História

Bênção: 21 de Outubro de 1979
Ideal: Tabor da Mãe da Igreja

“Ajoelhamos e rezamos… e também sonhamos: E se conseguíssemos fazer daqui um grande Centro Espiritual, talvez mesmo com um Santuário!... Não tínhamos um centavo, mas nas mãos de Deus tudo é possível. E nunca mais esta ideia me abandonou”.

Era o dia 6 de Novembro de 1970. O Pe. Miguel e o Pe. Domingos tinham recebido o Símbolo do Pai para o Santuário Original, que estava de visita a Portugal.

Nesse ano começam a procurar um terreno para a construção de um santuário de Schoenstatt. O sonho torna-se realidade a 25 de Maio de 1973.

Em 1975, chegaram as Irmãs de Maria e estabeleceram-se neste pedacinho de terra, acompanhando a Família de Schoenstatt que se estava a fortalecer.

Em Maio de 1977, foi abençoado o Nicho que começa a ser o centro de toda a vida da juventude, das mães e famílias. Aí celebraram-se as primeiras Alianças de Amor. Um ano depois, a Juventude Feminina coroava a Mater no Nicho e foi a Schoenstatt “para buscar o Santuário”.

No dia 1 de Maio 1979, foram iniciadas as obras de construção do Santuário que envolveu toda a Família: Um Santuário totalmente construído pelo povo. O projecto espiritual foi conquistado, a terra e os tijolos foram carregados pelas mulheres, os alicerces escavavam os homens e juntos rezavam e cantavam. Essa era a gente da terra que sonhava e fez do sonho vida.

Ainda nesse mês foi benzida a pedra angular em cerimónia presidida por D. Manuel de Almeida Trindade e participada por um grande número de pessoas que peregrinaram a pé desde a paróquia. A pedra fundamental veio de Roma do túmulo de São Pedro. Abençoada pelo Papa João Paulo II, expressa a missão do Santuário em construção: TABOR MATRIS ECCLESIAE. Nesse ano, recordavam-se as palavras do Pe. Kentenich ditas 50 anos antes, junto ao santuário original: “À sombra deste Santuário serão decididos, essencialmente, os destinos da Igreja e do mundo por séculos!”

No dia 21 de Outubro, deu-se a solene inauguração do Santuário Tabor Matris Ecclesiae em celebração presidida pelo Bispo Diocesano e a que estiveram também presentes o Arcebispo de Mitilene, D. Maurílio e um grande número de sacerdotes de Schoenstatt e das paróquias vizinhas.

Em 1993 o Santuário de Aveiro foi decretado diocesano. No decreto o Sr. Bispo escreve: “Desejamos que as nossas paróquias e comunidades de vida consagrada, os serviços pastorais, os movimentos e os grupos apostólicos da Diocese, bem como as famílias cristãs em geral, considerem o Santuário Diocesano “Tabor Mater Ecclesiae” como um lugar convidativo ao enriquecimento espiritual, ao dinamismo apostólico e ao empenho pastoral.”

Todos os anos se organiza a peregrinação diocesana a este Santuário, o qual D. António Francisco dos Santos, actual Bispo Diocesano, caracteriza como Santuário Mariano, Santuário Vocacional e Santuário Eucarístico.

Fonte: Revista Schoenstatt Cinquenta - Jubileu de Schoenstatt em Portugal - 1960 | 2010

Visite as nossas páginas