.

You are here: Sobre Schoenstatt > Organização de Schoenstatt

Os Institutos Seculares de Schoenstatt

Os Institutos Seculares de Schoenstatt pertencem ao estado de vida consagrada e são, cada um por si, comunidades autónomas que se esforçam por viver exemplarmente o ideal do Homem Novo e da Nova Comunidade.

O vínculo jurídico (canónico) realiza-se através de uma “consagração - contrato”, que consiste ao mesmo tempo numa consagração ascética e num contrato de direito natural. Através deste compromisso, os membros assumem os seguintes compromissos:

  • Comprometem-se a aspirar ao mais alto grau de perfeição do seu estado de vida e de profissão, segundo os conselhos evangélicos de pobreza, castidade e de obediência, orientando-se pelas constituições do Instituto.
  • Constituem uma íntima comunidade natural - sobrenatural entre e, conforme as constituições, vivem e actuam em comunidade ou sozinhos.
  • Escolhem o apostolado como vocação e preocupação principal da sua vida e dispõem-se a praticá-lo constantemente.

Os Institutos têm uma estrutura internacional centralizada, existindo por isso uma Direcção Geral Internacional que nasce dos capítulos gerais, e outras direcções territoriais.

Existem na Família de Schoenstatt os seguintes institutos seculares, organizados pela sua respectiva data de fundação:

O Instituto das Famílias de Schoenstatt espera o seu reconhecimento pelo direito canónico. O Instituto dos Irmãos de Maria é de direito diocesano. Os outros Institutos são de direito pontifício.