.

You are here: Sobre Schoenstatt > Heróis de Schoenstatt

Pe. Albert Eise 

Ideal Pessoal: “Apóstolo ardente de Maria”

albert eiseO Padre Albert Eise (1896 – 1946) é a quinta cruz negra. Pertenceu aos congregados e à geração fundadora da obra de Schoenstatt, durante a I Guerra Mundial.

Lutou fervorosamente durante a guerra. No seu regresso, em 1925, foi ordenado sacerdote. Logo depois, foi chamado a colaborar directamente com o Pai Fundador na direcção da Obra de Schoenstatt. Trabalhou com a juventude feminina universitária e, sobretudo, comprometeu-se com a formação da Obra Familiar.

Com o inicio da II Guerra Mundial foi capturado e enviado para o campo de concentração em Dachau. Neste tempo, foi colaborador do Pe. Kentenich, pois enquanto o Pai Fundador cosia sacos e ditava o “Rumo ao Céu”, o Pe. Albert Eise escrevia diligentemente. Ainda no campo de concentração trabalhou na estufa, onde se arriscou a enviar clandestinamente os escritos do Pe. Kentenich.

Morreu profundamente vinculado a Maria e a Schoenstatt. Faleceu devido à doença de tifus, em Dachau. Sem água, sem cuidadps e repleto de moscas. Os seus restos mortais estão junto aos de Franz Reinisch, que foram levados para Schoenstatt em 1946, quando a guerra terminou, convertendo-se na quinta cruz negra.