.

You are here: Artigos > Lisboa - Abertura Jubileu 18Out13

Lisboa - Abertura Jubileu 18Out13

No dia 18 de Outubro, no Santuário Cenáculo da Família do Pai, em Lisboa, deu-se início às celebrações dos 100 anos de Aliança de Amor - 100 anos de Schoenstatt! Numa atmosfera de profunda união, de festa e de Família, acompanhou-se a celebração que decorreu em Schoenstatt, junto ao Santuário Original, através da transmissão em directo em Schoenstatt TV.

lx abertura.da.porta

O Santuário CFP em Lisboa estava lindo, enfeitado com flores brancas! Como é habitual, à medida que as pessoas foram chegando para a celebração da Eucaristia de dia 18, iam passando pelo Santuário, numa saudação especial à MTA e a Jesus, num ambiente festivo de adoração. Um Santuário de porta aberta para acolher quem vem, invadido pela vida que se multiplica ao seu redor, iluminado pela luz do fogo de amor das vidas que se entregam em Capital de Graças, em cada dia, gota a gota, mantendo viva a fonte de graças do Santuário!

lx celebracao

A celebração da Eucaristia foi muito bonita, em acção de graças pelos 100 anos desta história de Deus com Schoenstatt, em Aliança de Amor com Nossa Senhora. Celebrou-se também os 50 anos de Aliança de Amor da Lucília, da primeira geração do Movimento em Lisboa e da primeira geração das Senhoras de Schoenstatt portuguesas (ISNSS), presença maternal e discreta no Santuário ao longo destes anos, a quem a Família de Lisboa está de maneira especial agradecida.

lx capital.de.gracas.1

Na homilia o P. Diogo salientou que este ano de Jubileu é um tempo de renovação, de conversão e de refundação. Identificou as três gerações do Movimento com as três graças do Santuário: a geração fundadora assumiu a graça do acolhimento; a geração das décadas de 40 a 60 foi uma geração provada, que assumiu e viveu a graça da transformação; e por fim a geração de 2014, geração missionária que é chamada a assumir a graça do envio, à luz do contexto actual e sob o impulso de um novo tempo que se vive também na Igreja com o Papa Francisco. O P. Diogo desafiou ainda a Família de Schoenstatt a viver o Evangelho de Jesus com radicalidade, a partir da Aliança de Amor, deixando como desafios para a vivência deste ano jubilar que deixemos que brilhe a luz da nossa Aliança como brilha a luz no alto do monte.

lx capital.de.gracas.2

A celebração da Eucaristia contou com a participação de mais de 500 pessoas! No final dirigimo-nos em procissão ao Santuário, para aí queimar e oferecer o Capital de Graças entregue na nova talha, igual a todas as talhas de Capital de Graças dos Santuários de Portugal, com o símbolo do Jubileu. Os representantes dos diferentes Ramos do Movimento acenderam tochas, formando um caminho em direcção ao Santuário, iluminado pelo fogo do ardor da missão! Recordou-se desta forma que é a partir do Santuário que Nossa Senhora nos envia como seus instrumentos, portadores das graças do Santuário para a Igreja e para o mundo. Tal como em Schoenstatt, assinalou-se simbolicamente a abertura do Jubileu abrindo a porta do Santuário, à semelhança do gesto do Papa João Paulo II ao abrir a Porta Santa no início do Jubileu no ano 2000, em Roma. A porta do Santuário foi aberta depois de se ter batido à porta do Santuário com a Cruz da Unidade, sinal da missão de Schoenstatt.

lx junto.a.porta

Ao final da noite um grupo de rapazes da Juventude Masculina selou a sua Aliança de Amor com Nossa Senhora no Santuário.

Foi tudo muito simples mas muito profundo e muito bonito. Estivemos profundamente unidos a Schoenstatt, ao Santuário Original, mas também ao Movimento Internacional de Schoenstatt em todo o mundo! Foi uma experiência muito forte de profunda união, de profunda comunhão, de pertença, de partilha de "destinos" e de corresponsabilidade em assumir e realizar a missão do Pai Fundador, com a consciência de que estamos a dar ainda apenas os primeiros passos.

Neste ano de graças, em que foi concedida indulgência plenária a todos os que devidamente preparados peregrinem aos Santuários de Schoenstatt em todo o mundo, permanecemos unidos rumo a Schoenstatt e a Roma em Outubro de 2014!

Inês Pereira, ISNSS