.

You are here: Notícias > Mãe Peregrina > A Mãe Peregrina sofre, mas continua caminho

A Mãe Peregrina sofre, mas continua caminho

A noite do dia 28 de agosto de 2012 será inesquecível para toda a Família de Schoenstatt da Arquidiocese de Campinas e certamente para toda a Família de Schoenstatt de nosso Brasil Tabor. Depois de tantas graças derramadas sobre a nossa Arquidiocese, tantas pessoas tocadas no fundo dos seus corações ao ver de perto a Imagem Peregrina Original, a Divina Providência permite um grande sofrimento: ela se desmancha na beira do caminho…
Ela sofreu a mesma dor que o seu fiel companheiro, o seu “burrinho”, Sr. João Pozzobon experimentou há 27 anos, quando partiu para a Eterna Glória: foi atropelada por um caminhão quando era conduzida para a sua última noite de estadia em Campinas.
acidenteÉ impossível descrever com palavras o nosso sentimento ao ver aquela Imagem, tão bem cuidada e venerada, tão amada, tão querida, impregnada de tantos sacrifícios, no estado em que ficou após o acidente.
Mas nossa Mãe é Rainha, é Vencedora, é Três Vezes Admirável e principalmente é de Schoenstatt, de uma Família que tem como fundamento a fé prática na Divina Providência, que procura ver os desígnios de nosso Deus que é Pai, que é bom, sendo bom tudo aquilo que Ele faz!
E Ela não tardou a mostrar os seus milagres: da maneira em que ocorreu, o acidente poderia ter causado vítimas, porém, a Mãe não permitiu que ninguém se magoasse. Além disso, a sua estampa e a coroa, conquistada e adornada durante muitos anos pelo Sr. João, além das plaquinhas de metal, ficaram praticamente intactas, fato que humanamente não se pode explicar.
Será necessário ainda algum tempo para conseguirmos digerir e enxergar o que o Bom Deus está nos pedindo com esta situação. Entre outros, podemos ver a influencia do Maligno, que não quer que Maria continue o seu caminhar levando as suas graças para todo o nosso Brasil e assim tentou impedir a sua peregrinação.
Porém, em menos de 24 horas após o acidente, numa solução de emergência, a Imagem (estampa) já com uma moldura, voltou para a residência da Família Maltoni onde foi acolhida com tanto amor e com tanta dor durante a noite fatídica, a caminho do próximo local: a cidade de Araraquara/SP.
Precisamos destacar o testemunho da cidade de Paulinia/SP: eles deveriam receber a Imagem pela manhã deste dia 29 e levá-la para Araraquara à tarde. Tudo estava preparado, porém, em virtude do acidente, a Imagem não foi. Mesmo assim, não cancelaram as festividades e orações: tudo correu conforme o programado, com um aperto no coração, porém na certeza de que a Mãe estava presente e que um dia a Imagem Peregrina Original poderá visitar realmente a cidade.
Pedimos a toda Família de Schoenstatt que intensifique o Capital de Graças para que nossa Mãe ilumine os responsáveis pela restauração, que transforme em graças o trauma dos que testemunharam e sofreram com este acidente e que tudo isso sirva para a maior glória de Deus-Pai!
Fazemos também um apelo a todos os locais que ainda não receberam esta ilustre visita: agora, mais do que nunca, festejem, honrem, rezem e agradeçam muito, não fiquem dececionados, afinal a Mãe sofreu, mas não parou à beira do caminho e quer visitar a cada um de vocês e levar muitas graças e bênçãos!

Flávia Nunes Costa Ghelardi – Campinas/SP

Fonte: http://www.maeperegrina.org.br