.

You are here: Notícias > Geral > A Família, Sinal de Esperança

A Família, Sinal de Esperança

«A Família, Sinal de Esperança»: É deste modo que se pode classificar a jornada, na Casa Jardim de Maria, junto do Santuário de Schoenstatt da Arquidiocese de Braga (em Soutelo, Vila Verde), na qual participou um grupo de casais vindos da Alemanha e de Madrid, nos últimos dias de julho e primeiros dias deste mês de agosto.

Esta jornada de casais constitui um verdadeiro sinal de Esperança porque, por meio dela, se procura abrir caminho à implantação na Península Ibérica de uma iniciativa conhecida por «Academia da Família». Oriunda da Áustria, está neste momento a difundir-se por toda a Europa, tendo dado já muitos bons frutos, não só na Áustria, mas também por toda a Alemanha, Suíça, Hungria, República Checa e Lituânia, como nas suas Dioceses os senhores Bispos não se cansam de encarecer. A partir de Madrid, esta iniciativa está agora a dar os seus primeiros passos aqui no Sul da Europa.

Mas que objetivo tem esta iniciativa? Nada mais, nada menos, do que contribuir para que as famílias encontrem os meios mais aptos para se protegerem das inúmeras tentativas de asfixia daquele 'meio humano', necessário ao seu desenvolvimento harmonioso, que a Família constitui para o Homem, desferindo rude golpe antropológico na imagem que, desde as origens, o habita. As heresias antropológicas constituem o último elo da cadeia continuada por aqueles que, a partir de meados do século XVIII, se ufanavam em proclamar a morte de Deus. Deste modo, se compreende quão adequado é o título de Academia para a Pedagogia da Família, que sintetiza a sua meta de contribuir para o resgate e robustecimento dos laços estruturantes da pessoa humana, no seio da Família.

 familia sinal esperanca 1

Casais de Espanha e Alemanha participantes da Jornada, com o P. Manuel R. Alves

Inspirada na riqueza pedagógica do P. José Kentenich, Fundador do Movimento Internacional de Schoenstatt, a Academia para a Pedagogia da Família vê na Família uma imagem viva do Deus Vivo, que é o nosso Deus. Com efeito, Deus, ao criar o Homem à Sua imagem, chama-o a constituir uma Família, para que, no seio dela, ele possa crescer harmoniosamente. É no interior da Família que, desde o ventre materno, o Homem pode diariamente desenvolver o tecido de relações, sobre o qual se edificam e fortalecem os laços constitutivos da Vida nova, para qual renasce no Batismo. No Batismo, o Espírito Santo é infundido em nós, para que, no seguimento de Jesus, cheguemos a ser Homens Novos, que, na docilidade da relação filial com o Pai, se empenham na edificação de uma Nova Comunidade, que na Igreja nos permite saborear, já na terra, a experiência da Pátria do Céu.

A meio desta jornada, estes casais visitaram a Cidade de Guimarães, atualmente Capital Europeia da Cultura. Ponto de encontro foi a Igreja da Colegiada de Nª Srª da Oliveira, culminando depois com a participação na Eucaristia, na Igreja Paroquial de Azurém, a que presidiu Sua Eminência o Senhor Cardeal D. Manuel Monteiro de Castro, que junto do Santo Padre desempenha cargos relevantes, como o de Penitenciário-Mor, o de membro da Congregação para os Bispos, da Congregação da Causa dos Santos e do Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e para os Itinerantes.

familia sinal esperanca 2

Cardeal D. Manuel Monteiro de Castro, proclamando o Evangelho

 

familia sinal esperanca 3

Celebração da Santa Missa, na Igreja Paroquial de Azurém

Após a Santa Missa, estes casais tiveram ocasião de participar num diálogo muito interessante com o Senhor Cardeal D. Monteiro de Castro, dando-lhe a conhecer o modo como esta iniciativa da Academia para a Pedagogia da Família está atuar na Igreja, ao procurar ajudá-la a vencer as dificuldades, pelas quais atualmente passa esta Instituição fundamental para o desenvolvimento dos povos e para a realização da missão salvífica confiada por Cristo à sua Igreja, que é chamada a ser "Família de Famílias".

 

 familia sinal esperanca 4

Convívio no final da Eucaristia

Estes casais, por ocasião da sua visita a Guimarães, certamente que inundaram de alegria o coração de Pastor de sua Eminência o Senhor Cardeal D. Manuel Monteiro de Castro, na sua qualidade de colaborador íntimo do Santo Padre, Papa Bento XVI, que no seguimento de João Paulo II, vê na Família o laboratório privilegiado para a edificação do Homem, em cuja plenitude o nosso Deus encontra a Sua glória, permitindo-lhe levar de Guimarães a boa notícia do Sinal de Esperança, que na Cidade Berço da nossa Pátria, veio encontrar na Academia para a Pedagogia da Família.

 

P. Manuel Ribeiro Alves

(União dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt e Pároco em Azurém – Guimarães)