.

You are here: Notícias > Aveiro > Aveiro: Festa diocesana das Famílias 2012

Aveiro: Festa diocesana das Famílias 2012

"Vamos levar o nosso Santuário ao Encontro Diocesano das Famílias!" Este foi o sonho sonhado por muitos e que se tornou realidade. Participaram à volta de 10.000 pessoas, no encontro com os sacerdotes e o seu Bispo, que puderam "ver o santuário de Schoenstatt" e muitas delas não só o viram, como também experimentaram. No Ano do Santuário queremos proporcionar a experiência de Santuário a muitas pessoas, especialmente às famílias. D. António Francisco dos Santos, Bispo de Aveiro, também "entrou" e rezou diante de Nossa Senhora.

dia diocesano familias 2

Bispo de Aveiro, D. António Francisco dos Santos

A Festa das Famílias da Diocese de Aveiro realizou-se no dia 20 de maio. Quando os Movimentos que estão ao serviço da Pastoral Familiar foram convidados para participar, Schoenstatt reuniu uma equipa para pensar e organizar esse dia. A cada Movimento era pedido que se apresentasse e oferecesse o que tem para dar às famílias. A equipa constituída por um casal da Liga das Famílias, jovens, Irmãs de Maria e pais das crianças da Creche Jardim de Maria rapidamente se entusiasmou com a ideia de levar o que temos para oferecer às famílias: o SANTUÁRIO. E foi assim que surgiu um sonho para ser realizado.

dia diocesano familias 3

Levar o Santuário de Schoenstatt para outro local poderia parecer impossível e logo após o primeiro entusiasmo, também começaram as perguntas: Como? É mesmo possível? Pode-se concretizar tão grande ideia? Para esta equipa com espírito jovem, todas as dificuldades se tornaram desafios. Dividimos tarefas, consoante os dons e as possibilidades de cada um. Pequenos trabalhos teriam que ser concretizados e muitas pessoas deveriam ser envolvidas neste projeto. A porta do Santuário já existia desde o ano 2000 e foi o grande impulso para esta ideia. Uma imagem grande do altar do Santuário, quase no tamanho real, era essencial. Com porta e a parede do fundo, só era necessário preencher o santuário. Pensamos na passadeira, nas flores, nas bandeiras dos Ramos do Movimento para fazer parede lateral e, claro, o Capital de Graças que era o grande objetivo: levar as pessoas ao diálogo e oração com Nossa Senhora.

dia diocesano familias 4

O que não pensamos foi na possibilidade de chover e foi mesmo isso que aconteceu. A solução – colocar uma tenda – foi providencial pois tornou o Santuário ainda mais acolhedor. À tarde voltou o sol e foi nessa hora que a Praça dos Movimentos foi aberta. De manhã, D.António Francisco dos Santos, celebrou a missa e de tarde deveria ser de convívio e diversão com insufláveis, jogos, teatros e atividades para as crianças. Schoenstatt levou o Santuário com o objetivo de tornar presente Deus e Nossa Senhora no meio da vida da família, também na diversão.

dia diocesano familias 6

Muita vida se gerou à volta do Santuário com os casais da Liga das Famílias a distribuir folhetos e santuários-bolachinha, convidando a entrar. As crianças tinham o seu cantinho de atividades a fazer dezenas dos terços e a pintar balões. Material de divulgação da espiritualidade e vida de Schoenstatt era apresentado, assim como livros para vender.

dia diocesano familias 5

Centenas de pessoas passavam e muitas entravam no santuário. Com música ambiente que ajudava a oração, escreviam o seu Capital de Graças e colocavam na talha com devoção. A talha ficou bem composta.

A alegria das crianças era tocar o sino e ninguém podia ficar indiferente. Pelo recinto era bonito de se ouvir, sempre de novo, o sino a convidar para o santuário.

dia diocesano familias 1

Ao longo de três horas nunca ficou vazio, sempre com as cadeiras ocupadas. Quantas pessoas se alegravam quando viam o santuário, mas eram também muitas as que não o conheciam! Porém, todas se sentiam muito bem lá dentro, acolhidas, em paz, apesar de toda a agitação à sua volta.

Levar as pessoas a ter uma experiência do Santuário numa tarde de diversão foi um desafio muito ousado, mas a experiência foi muito bonita e deu muita alegria a todos os que estiveram envolvidos neste projeto. O Bispo de Aveiro deixou um apelo ao finalizar a homilia: "Igreja de Aveiro, convoco-te para a missão: Vive esta hora. Esta é a hora de Deus. Esta é a hora da Igreja. Por isso é, também, a tua hora." No Ano do Santuário, às portas do Ano da Missão na preparação para o Jubileu2014, estas palavras são também dirigidas a este Santuário Diocesano: Vive esta hora. Esta é, também, a tua hora.

Ir. M.Paula Leite