.

You are here: Notícias > Porto > Alianças de Amor no Porto

Alianças de Amor no Porto

A Fonte jorrou água renascida

porto.01Há dois anos atrás, no Santuário de Braga, no final de um dia repleto de alegria, oito casais deram um sim a um “caminho” proposto pela Irmã Claudete. Na verdade eram bem mais do que oito casais, mas foram oito que afirmaram “sim queremos”. Deus deu-nos o “livre-arbítrio”, o decidir sim ou não. Os oito casais aceitaram percorrer o mais belo caminho, o caminho que os levou à Aliança de Amor com Maria. Aceitaram a Divina Providência.  

porto.02Aprenderam a caminhar como bebés, bem devagarinho, caindo e levantando-se, mas com os braços sempre estendidos em direção à Mãe Admirável que os educou e guiou, durante este percurso. Foi o redescobrir da fé, o voltar ao Pai. A alegria de descobrir uma Mãe de Amor Incondicional.

No passado Sábado houve a vigília no Santuário, um momento que ficará gravado para sempre. “Estivemos no céu…” foram as palavras que fizeram transparecer o valor daquele momento.
O Domingo “acordou” com o céu escuro e chuvoso, mas os “oito” irradiavam luz sem fim. Todos os convidados foram brindados com uma alegria contagiante. Os filhos dos casais ensaiados pela Irmã Lúcia, constituíram o coro. A Eucaristia foi celebrada pelo Pe. José Melo, que escolheu a segunda leitura, pois a mensagem era especial: “…que vos comporteis segundo a maneira de viver a que fostes chamados: procedei com toda a humildade, mansidão e paciência; suportai-vos uns aos outros com caridade; empenhai-vos em manter a unidade do espírito pelo vínculo da paz.” (Ef.4,1-3).

porto.03

Já no Santuário, rodeados de familiares e amigos, renovaram os votos do matrimónio e selaram a Aliança de Amor, ao som do cântico “Maria da Aliança”. Unidos a Maria, tornaram-se Seus filhos e uma só família.

Ao saírem do Santuário o sol brilhava, os beijinhos, flores e abraços foram muitos. Mas o “caminho” ainda não estava completo, pois da “Fonte da Família” voltou a jorrar água cristalina. A “Fonte da Família” que durante doze anos esteve “adormecida”. No dia vinte de Maio, no Santuário de Schoensttat do Porto, a Liga das Famílias ressurgiu.  

porto.04

 

Muitas Graças irão brotar pois, “Servus Mariae Nunquam Peribit", "um servo de Maria jamais perecerá".

 

 Maria Clara Queiroz

Santuário de Schoenstatt, Porto