.

You are here: Vida Consagrada

Comunidades de Vida Consagrada e Sacerdotal

Vida Consagrada em Schoenstatt

Vida consagrada cruzAs comunidades de Vida Consagrada de Schoenstatt, como parte de uma mesma família, têm elementos em comum que são parte do carisma do Fundador:

  • A mesma raiz: A Aliança de Amor com a Mãe Três Vezes Admirável de Schoenstatt;
  • O mesmo centro de espiritualidade: o Santuário Original (e os santuários do mundo inteiro);
  • O mesmo fundador carismático e, através dele, a mesma espiritualidade, pedagogia e missão.

Na Família de Schoenstatt, os Institutos são parte motriz, assumindo o compromisso de assegurar a vitalidade interior e projecção apostólica de toda a Família. Nesse sentido, procuram encarnar, de forma exemplar, a espiritualidade do Fundador e mantêm um espírito apostólico permanente e universal, que abarque todos os âmbitos possíveis. Alguns dos membros destas comunidades têm como tarefa central o serviço directo a Schoenstatt.

Estas comunidades em Schoenstatt estão sob a denominação de Institutos Seculares e têm uma especificação própria unida a uma missão: como comunidades de vida consagrada, todas aspiram a viver segundo os conselhos evangélicos sem, contudo, fazerem votos (por esse motivo, canonicamente, não são integradas na comunidades religiosas). O vínculo jurídico estabelece-se através de uma “consagração – contrato”, assegurando um princípio válido para o nosso tempo: liberdade quanto possível, vínculos obrigatórios só os necessários e o máximo cultivo do espírito. Foi assim pensado pelo Fundador para realizar em si e anunciar a harmonia entre secularidade e consagração; ser ponte entre os religiosos e os leigos, entre sacerdotes religiosos e sacerdotes seculares.

Comunidades de Vida Consagrada:

  • 1926 - Instituto das Irmãs de Maria de Schoenstatt
  • 1942 - Instituto dos Irmãos de Maria
  • 1946 - Instituto Nossa Senhora de Schoenstatt

O Pe. Kentenich fundou ainda o Instituto de Famílias de Schoenstatt (1942) que espera o seu reconhecimento pelo direito canónico. O Instituto dos Irmãos de Maria é de direito diocesano. Os outros Institutos são de direito pontifício.

Sacerdotes em Schoenstatt

O Instituto Secular dos padres de Schoenstatt foi fundado para ser parte central e motriz da obra de Schoenstatt. Nesse sentido, o serviço permanente ao Movimento é uma referência para a sua missão. Comunidade de direito pontifício, tem também direito próprio de incardinação. No espírito do Fundador e como Instituto Secular, é uma comunidade de vida consagrada.

Sacerdotes diocesanos também fazem parte da Família de Schoenstatt, unidos pela sua espiritualidade e por uma vivência comunitária. Eles permanecem plenamente inseridos nas suas dioceses e encontram no carisma de Schoenstatt uma ajuda para a sua santidade sacerdotal, e recebem da larga experiência do Pe. Kentenich no acompanhamento de sacerdotes uma referência e inspiração.

Os diversos grupos e comunidades de padres diocesanos em Schoenstatt, ou mesmo individualmente, constituem-se de acordo ao grau de envolvimento e compromisso comunitário, ascético e apostólico (no sentido de Schoenstatt).

Comunidades de Sacerdotes:

  • 1945 - Instituto Secular dos Sacerdotes Diocesanos de Schoenstatt
  • 1965 - Instituto Secular dos Padres de Schoenstatt
  • 1966 - União Apostólica dos sacerdotes diocesanos de Schoenstatt
  • Liga dos sacerdotes diocesanos de Schoenstatt