.

You are here: Home

Parlamento português aprova Dia do Peregrino

parlamento pt aprova 2Em decisão recente, o Parlamento português aprovou a instituição do Dia do Peregrino a celebrar a 13 de Outubro, em Portugal. Ao tomar conhecimento desta decisão, o Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, na pessoa do seu reitor, padre Carlos Cabecinhas, manifesta "regozijo e alegria pela decisão tomada, porque significa o reconhecimento da importância do fenómeno da peregrinação". A "Igreja Peregrina" forma parte da visão do Padre Kentenich de uma Igreja renovada na força do Evangelho. Na sua homilia durante a Benção da pedra fundamental do Santuário de Schoenstatt, em Roma, indicou a Igreja Peregrina como o grande fruto do Vaticano II. Peregrinações, peregrinos, os santuários como lugares de peregrinação, a Campanha da Mãe Peregrina constituem uma parte essencial da fé popular dentro do Movimento de Schoenstatt, daquela fé popular simples, forte e viva que lhe dá força para moldar uma cultura de aliança, neste mundo. É, por isso, que a decisão do Parlamento portugués também enche muitos de alegria, em Schoenstatt.

 

Para o reitor do Santuário de Fatima , "a peregrinação é um fenómeno vivo e que está muito presente no coração dos portugueses", além disso, "a escolha do dia, 13 de outubro, em que celebramos a última aparição de Maria em Fátima, não nos pode deixar indiferentes, por se tratar de um dia de grande peregrinação ao Santuário de Fátima, o que marcará, em cada ano, a pertinência da decisão tomada".

 

A proposta aprovada – o projeto de resolução 1050/XII – sublinha o propósito de "dignificar o papel do peregrino na construção da sociedade portuguesa", num país em que "existe uma forte tradição na realização de peregrinações cristãs direcionadas para os mais variados locais de culto, com destaque para aquelas que decorrem no Santuário de Fátima".

 

Santuário de Fátima regozija-se com a iniciativa

 

parlamento pt aprova 3A peregrinação é uma realidade caracterizadora de vários santuários portugueses. Concretamente em relação ao Santuário de Fátima, os Estatutos definem claramente que, além do "apoio à dinamização da Mensagem de Fátima, em Portugal e no mundo", e da missão de " acompanhar pastoralmente os residentes na área do Santuário no âmbito e nos termos da jurisdição recebida do Bispo de Leiria-Fátima", o Santuário de Fátima "é, na sua essência, um local de peregrinação, motivada pelo carácter sobrenatural do acontecimento fundante, as aparições de Nossa Senhora aos três Pastorinhos". O "acolhimento humano, pastoral e espiritual dos peregrinos" é a sua "principal razão de ser".

 

Além do importante fenómeno da peregrinação a pé até à Cova da Iria, mais notório nos meses de maio, agosto e outubro, próximo dos grandes dias de peregrinação, e que, nos últimos anos, se tem alargado aos fins de semana ao longo do ano, o Santuário de Fátima recebe muitos outros grupos em peregrinação, vindos um pouco de todo o mundo, e que são os responsáveis pelas multidões humanas que a cidade-santuário acolhe.

 

Em 2013, passaram pelo Santuário de Fátima peregrinos vindos de 86 países; foi registada a presença de 4.309 grupos de peregrinos, que anunciam a sua presença junto dos serviços do Santuário. Em termos de registo de grupos, são mais numerosos os oriundos de Portugal e, por ordem decrescente, Espanha, Itália, Brasil, Polónia, Estados Unidos, Coreia do Sul, Alemanha, Filipinas, França e Irlanda.

 

Uma grande peregrinação jubilar

 

parlamento pt aprova 4"A partir das contribuições dos diferentes países percebemos claramente que a MTA nos convida para uma peregrinação aberta ao Santuário Original, em 18 de Outubro de 2014. O lugar e o tempo têm para nós caracter de sacramentais" diz a Mensagem 2014. A celebração do Jubileu da Aliança de Amor, foi essa a decisão dos representantes de todo o Movimento, deve ter característica de peregrinação – com as dimensões que tem cada peregrinação cristã desde há séculos, desde as grandes peregrinações como a de Santiago de Compostela, Lourdes ou Fátima, até às simples de uns fieis a algum Nicho na berma de um trilho esquecido: a dimensão escatológica, penitencial, de festa, apostólica, cultural e de comunhão (ver Directório sobre a piedade popular e a liturgia, 2002). „ A situação itinerante do peregrino apresenta, de novo, em certo sentido, a de Jesus e os Seus Discípulos, que percorriam os caminhos a Palestina para anunciar o Evangelho da Salvação. Deste ponto de vista a peregrinação é um anúncio de fé e os peregrinos convertem-se em „arautos itinerantes de Cristo" (ibd)

 

Celebraremos com Portugal o Dia do Peregrino... e, sejamos todos como João Pozzobon, o santo da Nova Evangelização, pobres e simples peregrinos, em 18 de Outubro de 2014 e, em cada dia do novo século de Schoenstatt. Parafraseando o Pai-Fundador:" Um pensamento simples, quase demasiado simples para alguns círculos, mas não demasiado simples para vocês..."

 

Com material do Boletim do Santuário de Fátima, Portugal

 

Trad: Lena Castro Valente, Lisboa. Portugal

Fonte: http://www.schoenstatt.org/