.

You are here: Home

Presidência Internacional: Mensagem de Milwaukee

 

Vallendar-Schönstatt, 27 de Fevereiro de 2013

Querida Família de Schoenstatt!

Vivenciámos a nossa peregrinação a Milwaukee como um grande presente. Interpretámos os acontecimentos simultâneos relativos ao Santuário Original como uma voz de Deus impossível de ignorar, dirigida a nós e à nossa responsabilidade por toda a Obra de Schoenstatt. Através de muitas reações vindas de diversos países percecionámos a dor provocada pela notícia sobre o Santuário Original.

Depois de uma fase em que o processo relativo ao Santuário Original tinha decorrido positivamente, permitindo passos de aproximação, as negociações mudaram de rumo de forma súbita e surpreendente. Nesta situação, na qual sentimos também a nossa impotência e o nosso desamparo, confiamos na presença de Nossa Senhora no Santuário desde o dia 18 de outubro de 1914. Acreditamos numa graça jubilar que nos é oferecida. Por trás das conversações com os Palotinos vemos uma condução divina, mas ainda não conseguimos vislumbrar os próximos passos que deveremos dar. Por isso permanecemos abertos a todos os sinais da condução de Deus e procuramos atentamente possíveis caminhos de negociação. Caso haja novos desenvolvimentos, voltaremos a informar atempadamente.

general presidium

Mas sobretudo estamos convencidos que as afirmações centrais do Documento de Fundação também se aplicam a esta nova situação. A Mãe de Deus desafia-nos a oferecer contribuições para o Capital de Graças. Então Ela glorificar-se-á, e será Ela própria a possibilitar a solução das questões relativas ao nosso Santuário Original, quando o tempo próprio tiver chegado – da mesma forma que se encarregou de finalizar o exílio do nosso Pai e Fundador.

Além disso, entendemos a situação atual como um chamamento a testemunhar a fecundidade do Santuário. A nossa peregrinação ao Santuário Original em 2014, a partir de todos os continentes, ganha deste modo ainda mais significado. Ela será um sinal de gratidão por tudo o que recebemos da Aliança de Amor, no mundo inteiro. A peregrinação será a nossa resposta ao convite que Nossa Senhora nos dirige pessoalmente. Ela está à nossa espera. Ela quer oferecer-nos as suas graças de acolhimento, de transformação interior e de envio missionário. Ela quer reunir-nos no maior número possível, de todas as culturas e línguas, como Família unida junto ao Santuário Original.

Nos dias que passámos em Milwaukee vivenciámos o nosso Pai e Fundador de uma forma nova. Ganhámos uma consciência mais profunda de que o Santuário e o Pai estão muito intimamente ligados. Fomos conduzidos a uma melhor compreensão do tempo de exílio do P. Kentenich e a uma fé mais profunda em relação a ele e ao seu carisma. Maravilhados e agradecidos intuimos o seu amadurecimento como instrumento perfeito de Maria e como filho da Igreja.

Ao mesmo tempo estamos conscientes de que ainda poderemos ter de percorrer um longo caminho, até que a Igreja possa reconhecer plenamente o carisma por ele vivido. A nossa oração cheia de confiança por um milagre irá acelerar o processo de beatificação!

No final da peregrinação confiámos a preocupação pelo Santuário Original e pelo processo de beatificação do nosso Pai e Fundador a Nossa Senhora, num ato de confiança e de corresponsabilidade.

Neste contexto nós, como Presidência Internacional, assumimos de novo e com uma consciência mais profunda a tarefa de unir a Família no carisma do Pai e Fundador e de fortalecer a colaboração no seio da Família.

Unidos no Pai e Fundador!

Pela Presidência Internacional,

P. Heinrich Walter

gp2013