.

You are here: Home

Coroação da Mãe Peregrina na Moita - Aveiro

06

As imagens da Mãe Peregrina da paróquia da Moita, diocese de Aveiro, foram coroadas numa atmosfera de grande festa. Há 27 imagens a percorrer as famílias que acolheram a Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt em suas casas e a deixaram entrar nas suas vidas, no seu dia-a-dia. A Mãe Peregrina partiu do Santuário de Aveiro para a Moita em 2007, quando a juventude de Schoenstatt foi em missão para a paróquia durante uma semana. Às missões de Schoenstatt pertence uma ação de rua, em que dois a dois, os jovens vão de porta em porta com uma imagem da Mãe Peregrina que ajuda ao contacto com as pessoas. Nos dois anos seguintes, mais de 40 jovens voltaram para as missões na Semana Santa. Semearam onde agora vemos muitos frutos. Após o último ano das missões jovens na Moita, apenas um mês mais tarde e depois de renovar a sua Aliança de Amor, Deus chamou para si um dos jovens missionários, que era dos mais dedicados no apostolado e dele transparecia, de uma maneira singela, um grande amor a Maria. Estava lançada assim uma semente especial na terra da missão da Moita. O povo da desta paróquia, ajudado pelo seu pároco, começou a cultivar uma vinculação ao Santuário de Schoenstatt, de onde partiram as imagens. Aos poucos deixaram-se tocar pela vivência do Santuário e pela espiritualidade de Schoenstatt. Apesar de ficar longe do Santuário são assíduos nas visitas, nas horas de adoração ao Santíssimo e especialmente ao Dia 18.

07

Toda esta vivência impulsionou o povo a “querer viver” mais perto do Santuário. E foi assim que, não podendo mudar-se para junto do Santuário, quiseram levar o Santuário para cada lugar da paróquia. Cada pequena comunidade comprometeu-se a construir um nicho, num dos locais mais acessíveis, como ponto de encontro da comunidade, com a imagem da MTA em alto-relevo. A MTA não só deveria percorrer as casas, mas também ter um lugar de encontro com todos os que quiserem e quando quiserem. Para isso foram idealizados 14 nichos, ou ermidas, nos diversos tamanhos e feitios, conforme as possibilidades ou gosto. Os missionários da Mãe Peregrina, em cada local, ficaram responsáveis pela concretização.

02

Assim, no dia marcado para a coroação das 27 Imagens da Mãe Peregrina das Famílias, foram também coroadas algumas imagens das capelas e dos doentes e procedeu-se à bênção dos 14 nichos. A coração foi realizada na parte da manhã, no final da Santa Missa com a participação das crianças da Profissão de Fé, que receberam um presente desse dia: uma pequena imagem da Mãe Peregrina. A paróquia fez questão da presença de algumas Irmãs de Maria na Eucaristia. Assim, o P.Vitor Espadilha, pároco da Moita, no momento de coroar Nossa Senhora, a Mãe Peregrina, devido ao elevado número de imagens pediu ajuda à Ir.Cristina Maria, superiora das Irmãs de Maria. 

03

Foi um momento simples mas muito bonito, pois toda a paróquia se preparou para este dia. As famílias escreveram uma carta a Nossa Senhora que foi entregue momentos antes da coroação numa lindíssima coroa dourada. Todas as famílias que não puderam participar mandaram as suas cartas, de modo que a grande coroa dourada ficou repleta com tantos agradecimentos e pedidos.
Nossa Senhora, a Mãe Peregrina, faz parte da vida de cada um, por isso ela foi presença durante o almoço dos missionários. À tarde, uma caravana de carros percorreu toda a paróquia, subindo e descendo montes com paisagens lindíssimas, para a bênção dos nichos, onde esperavam muitas pessoas num ambiente de alegria e simplicidade.

05

De facto podia-se sentir que nas ruas desta paróquia há uma certa atmosfera de Santuário. Bonito foi saber, dias mais tarde, que junto aos nichos e ermidas estão sempre pessoas a rezar ou simplesmente a descansar junto à Mãe Peregrina.

Ir.Paula Leite, CMP